Educação: Manuel Machado promete apoio ao INEDS e ao CAIC

/, Coimbra/Educação: Manuel Machado promete apoio ao INEDS e ao CAIC

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, e o vereador da Educação, Jorge Alves, reuniram-se, na semana passada, com responsáveis do Colégio da Imaculada Conceição (CAIC), de Cernache, e do Instituto Educativo de Souselas (INEDS), a quem asseguraram apoio.

Os problemas são comuns às duas instituições e advêm da diminuição das turmas abrangidas por contratos de associação com o ministério da Educação no próximo ano letivo, o que obrigará, como explica a autarquia em nota divulgada, a “despedimentos dos efetivos das duas escolas e gera grande incerteza nos pais em relação ao futuro escolar dos filhos”.

A Câmara de Coimbra salienta ainda que “tanto em Cernache como em Souselas, bem como em freguesias limítrofes, não existe escola pública”.

Face à solicitação de apoio, por parte dos responsáveis do CAIC, para ajudar a ultrapassar esta situação, Manuel Machado deixou claro que “já se encontra a ajudar a instituição, através de contactos com o ministério da Educação, além de se ter disponibilizado para mais contributos”.

O edil já deixara uma mensagem semelhante, noutra reunião, realizada com responsáveis do INEDS e em que participaram também o presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, Rui Soares, e da União de Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela, Ricardo Rodrigues.

Eu próprio falei com o ministro da Educação e a secretária de Estado; não sou porta-voz do Governo, mas fiquei com esperança que vai ser alterado”, referiu Manuel Machado, na reunião que teve com os responsáveis do CAIC, em que participaram o diretor pedagógico, o diretor geral e representantes da Associação de Pais. O autarca disse ainda que os diálogos havidos tiveram abrangência concelhia mas reconhece, no entanto, que os casos do INEDS e do CAIC “são os mais complexos”.

Recorde-se que, no caso de Souselas, os pais têm manifestado a preocupação face ao futuro do INEDS em várias reuniões, que têm contado sempre com o apoio dos presidentes das Uniões de Freguesias de Souselas e Botão e Trouxemil e Torre de Vilela e da Junta de Freguesia de Brasfemes. A 17 de maio cerca de duas centenas de pessoas participaram numa marcha lenta da Estação de Coimbra-B até à Câmara em defesa do futuro do INEDS. Lutavam, como sublinhavam alunos, pais, professores e autarcas, pela “única escola da zona Norte do concelho” que dá resposta a alunos do 5.º ao 12.º ano. Voltaram, esta quarta feira, à rua, manifestando-se desta vez em frente à Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares

Não estamos a lutar por um colégio ou por um ensino privado, estamos a lutar pela única escola das freguesias da zona Norte”, sublinhava na altura a presidente da Associação de Pais, Lurdes Barata, acrescentando que o que está em causa é o futuro não só dos 560 alunos que frequentam atualmente o INEDS mas também das gerações futuras e o próprio desenvolvimento da localidade que “sem escola fica uma freguesia fantasma”.