Propostas do OP dos Olivais apostam na juventude

/, Coimbra/Propostas do OP dos Olivais apostam na juventude

A juventude está, mais uma vez, em destaque nas propostas apresentadas ao Orçamento Participativo (OP) geral e ao OP Jovem da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais. Os três projetos selecionados – “Cardio + Na Escola”, “Férias Jovens” e “Com(vive) Férias 2017” – estão agora sujeitos à votação da população, até 31 de agosto, na sede da Junta, no horário de funcionamento, de segunda a sexta feira, das 9h30 às 17h30.

No âmbito do OP geral, Gonçalo Órfão, da Cruz Vermelha Portuguesa, apresentou o projeto “Cardio + Na Escola”, que visa, como explica a Junta, “aumentar em 90 por cento a capacidade de assistência imediata em situações de paragem cardiorrespiratória através da implementação de Desfibrilhadores Automáticos Externos (DAEs) e capacitação técnica na comunidade escolar” daquela freguesia, que inclui cinco escolas abrangidas por três agrupamentos. Inclui, ainda, um plano de formação, licenciamento, gestão e acompanhamento, auditoria e controlo de qualidade num período de um ano.

O projeto “Férias Jovens” foi proposto por Gonçalo Donato, no âmbito do OP Jovem. Visa a promoção de atividades de ocupação de tempos livres para jovens de âmbito desportivo (como ténis, ténis de praia, ténis de mesa, basquetebol, badminton, futebol de praia, andebol de praia e atividades aquáticas) e de âmbito cultural e lúdico (como atividades de expressão plástica, jogos de tabuleiro, caça ao tesouro, cinema e dança”. Prevê, ainda, o funcionamento das atividades nas instalações do Clube de Ténis de Coimbra, à exceção das atividades aquáticas que funcionariam nas piscinas do Parque Verde, situadas nas instalações do clube.

Também no âmbito do OP jovem, Ana Beatriz Baptista apresentou o projeto “Com(vive) Férias 2017”, que visa a promoção do “convívio social entre crianças e jovens através do estreitamento dos laços entre eles, ao mesmo tempo que se desenvolvem competências a nível da sociabilização e entreajuda com recurso à oferta de um programa diferente que vise ocupar os tempos de lazer”. Procura, ainda, que os participantes reconheçam Coimbra como a “Cidade do Conhecimento” e Património da Humanidade. Entre as atividades que pretendem desenvolver contam-se oficinas criativas e workshops variados; atividades desportivas; jogos indoors e outdoors; atividades ao ar livre e de contacto com a natureza; visitas guiadas pelo património da cidade; pintura e escrita. As atividades funcionariam nas instalações da Associação Lições Destaque e iriam estender-se a vários pontos da cidade.

Recorde-se que o OP 2017 foi lançado em maio, altura em que o executivo anunciou que disponibilizava 20.000 euros para esta edição que contempla o OP Jovem (que vai já na terceira edição) mas também, pela primeira vez, o OP geral, abrindo desta forma mais possibilidades a toda a comunidade desta freguesia, uma das maiores do país. Cada um dos OP conta assim com uma dotação financeira de 10.000, valor que, mediante o orçamento de cada projeto apresentado, possibilita o apoio a várias propostas que visem potenciar o desenvolvimento da freguesia e contribuir para o bem estar e qualidade de vida da sua população.

Na altura, o presidente da Junta, Manuel de Oliveira, adiantou que este é “um mecanismo de democracia participativa” que prevê a realização de “investimentos, programas, atividades e melhoramentos em todo o território, com relevo para a promoção cultural, social e patrimonial da freguesia”.