Política: Manuel Machado reconquista Câmara de Coimbra

/, Coimbra/Política: Manuel Machado reconquista Câmara de Coimbra

O socialista Manuel Machado foi reeleito, no domingo, para mais um mandato como líder do Município de Coimbra. O autarca assume estar disponível para dialogar com “todos os que queiram trabalhar” e, determinado a cumprir as promessas feitas durante a campanha, assume que a sua missão passa por fazer de Coimbra “uma cidade melhor” e por continuar a trabalhar para a sua promoção.

Manuel Machado foi eleito para o quinto mandato como presidente da Câmara Municipal de Coimbra. Com 35,46 por cento dos votos, o PS obteve maioria relativa, elegendo cinco vereadores, precisamente os mesmos que nas últimas Autárquicas, em 2013. Carlos Cidade, Jorge Alves e Carina Gomes mantêm-se na equipa, aos quais se junta Regina Bento.

As novidades no executivo vão surgir do lado da oposição. A coligação Mais Coimbra (PSD/CDS-PP/PPM/MPT) elegeu três vereadores (26,56 por cento dos votos), o movimento Somos Coimbra dois (16,06 por cento) e a CDU um (8,30 por cento), garantindo assim a continuidade de Francisco Queirós. A grande surpresa da noite eleitoral prende-se com os resultados do movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) que, ao contrário do que apontavam as sondagens, não conseguiu eleger nenhum vereador, tendo registado 7,02 por cento da votação.

O PS conquistou também a maioria na Assembleia Municipal (AM), garantindo 13 dos 33 lugares em disputa. A coligação Mais Coimbra assegurou 10, o movimento Somos Coimbra cinco, a CDU três e o movimento CpC dois.

Manuel Machado festejou a vitória na sede de candidatura, no Largo da Portagem. Na varanda, perante largas dezenas de apoiantes, agradeceu “a todos os conimbricenses que nos confiaram o governo da cidade” e mostrou-se satisfeito com os resultados eleitorais, bem como com a diminuição da abstenção.

O autarca garantiu, ainda, que as promessas feitas durante a campanha eleitoral são para cumprir e prometeu trabalhar para todos os conimbricenses. “A nossa missão é esta, fazer uma cidade melhor, a partir do que ela já é, mas fazer o que falta para melhorar ainda mais”, disse.

Manuel Machado agradeceu “a confiança depositada e a responsabilidade” e sublinhou que a sua equipa está pronta para “continuar o trabalho de promover Coimbra, uma cidade com qualidade de vida”. E essa promoção passará, como realçou, por garantir uma cidade “com emprego para todos, desenvolvimento económico, protetora das empresas que resistiram à ‘troika’ e das empresas inovadoras, empreendedoras, capazes de criar coisas novas, empregos e desafios novos, com atividade rejuvenescida”.

No seu discurso, assegurou ainda que o projeto de transformação do Aeródromo Municipal Bissaya Barreto em aeroporto internacional é para ser concretizado porque “Coimbra e a região precisam”.

Recorde-se que este será o quinto mandato de Manuel Machado na presidência da Câmara de Coimbra. O autarca foi eleito pela primeira vez em 1989 e manteve-se no comando do Município por três mandatos consecutivos, até 2001. Foi novamente reeleito em 2013 e a população voltou agora a confiar-lhe o destino da cidade.

Mais Coimbra promete oposição criativa

O candidato da coligação Mais Coimbra, Jaime Ramos, assumiu a derrota nas Autárquicas e felicitou “as pessoas, pela escolha que fizeram, e Manuel Machado, pelo seu sucesso”. Tal como já havia dito durante a campanha, reiterou que não vai assumir as suas funções como vereador mas assegurou que a coligação Mais Coimbra vai fazer “uma oposição digna, criativa, a colaborar e a apresentar propostas”, no sentido de “haver uma governação positiva para a cidade e para a região”.

A minha leitura de Coimbra não é igual à que as pessoas de Coimbra fazem. Acho que Coimbra está num declínio muito grave, juntamente com a região, mas esta minha leitura não é aquela que as pessoas de Coimbra fazem. As pessoas de Coimbra estão satisfeitas com elas, com a cidade e com o doutor Manuel Machado”, disse.

Apesar da derrota, Jaime Ramos mostrou-se, contudo, satisfeito pelo facto de a sua equipa ter “contribuído para o debate democrático”, que considera que “foi enriquecedor”.

Somos Coimbra promete oposição construtiva

O movimento independente Somos Coimbra, liderado pelo médico José Manuel Silva, elegeu dois vereadores nas Autárquicas de domingo, resultado que considera “excelente”.

O movimento apresentou-se às urnas pela primeira vez e conseguiu assumir-se como a terceira força no executivo, ao eleger dois vereadores. “Os resultados são excelentes para um movimento que há seis meses não existia e que nestes seis meses teve que montar toda uma estrutura a partir do zero, sem apoios nem financiamento”, sublinhou José Manuel Silva.

O líder do movimento assegurou, ainda, que pretende fazer “uma oposição crítica, construtiva, independente, propositiva”, com “total independência e sem qualquer inquinação política partidária”.

Francisco Queirós assegura continuidade

O cabeça de lista da CDU, Francisco Queirós, assegurou a sua continuidade no executivo da Câmara Municipal de Coimbra. Com 8,30 dos votos, a CDU garantiu um mandato.

Na Câmara desde 2009, Francisco Queirós assumiu, no atual executivo, os pelouros de Promoção e Reabilitação de Habitação, Gestão do Parque de Habitação e Gabinete-Médico Veterinário.

O executivo agora eleito toma posse no dia 23 de outubro.