BPI Seniores apoia 27 projetos para melhorar vida dos idosos

/, EMPRESAS/BPI Seniores apoia 27 projetos para melhorar vida dos idosos

O BPI entregou 700.000 euros a 27 instituições de solidariedade para apoiar projetos que promovem a inclusão social e o envelhecimento ativo de pessoas com mais de 65 anos, reforçando em 200.000 euros a dotação inicialmente prevista na 5.ª edição do Prémio BPI Seniores.

O primeiro prémio foi entregue à Santa Casa da Misericórdia de Castanheira de Pera e à Associação de Solidariedade e Ação Social (ASAS) de Ramalde. O projeto da Santa Casa da Misericórdia visa reforçar o apoio de proximidade dado pela instituição à comunidade através da criação de uma unidade móvel, que permitirá realizar sessões de fisioterapia e consultas de clínica geral. Trata-se de uma “ajuda vital” à população sénior do concelho que, além das dificuldades de deslocação, viu também a sua vida quotidiana agravar-se com os incêndios que este ano consumiram a região.

Já a Associação de Ramalde vai implementar um projeto que visa a dinamização de ações de sensibilização sobre os cuidados a ter face ao risco de quedas nos idosos. Este problema é a maior causa de perda de capacidades motoras na população sénior, sendo que 20 a 30 por cento das quedas reduzem a mobilidade.

O BPI distinguiu ainda os projetos de outras 25 instituições com menções honrosas. O júri analisou mais de 421 candidaturas e selecionou os projetos que considerou mais sustentáveis, mais inovadores e com maior impacto social.

Criado em 2013, o Prémio BPI Seniores tem como objetivo dar resposta a um problema cada vez mais grave na sociedade: a falta de respostas sociais dirigidas aos mais velhos. No total das suas cinco edições, o BPI já atribuiu mais de três milhões de euros em donativos, distribuídos por 134 projetos que contribuem diariamente para beneficiar mais de 40 mil cidadãos seniores em todo o território nacional.

O BPI Seniores insere-se na política de responsabilidade social do Banco, que se tem destacado pelo trabalho próximo com instituições que estão no terreno, apoiando as populações mais necessitadas através de projetos de inclusão social. O prémio é atribuído através de donativos, sem qualquer contrapartida que não seja a própria execução do projeto.