Nota de Rodapé

//Nota de Rodapé

COIMBRA CIDADE INSEGURA

  1. Um jovem foi espancado selvaticamente, por dois indivíduos de etnia cigana.
  2. Um caso sucedido à luz do dia, numa rua da cidade (Solum), na manhã do dia 01.
  3. As testemunhas oculares, como se se tratasse de um filme, assistiram à cena, gravaram-na, mas pouco terão feito para demoverem os criminosos.
  4. A polícia terá sido chamada de imediato. No entanto, o Comando Distrital da PSP ficava muito longe, bem como a Esquadra de Trânsito… a uns míseros cinco minutos. Fez lembrar o filme: «Aonde é que pára a polícia»?
  5. Os indivíduos conhecidos e identificados pela PSP, encontram-se em parte incerta, quiçá a celebrarem o feito.
  6. Deseja-se que o Ministério Público e a Polícia Judiciária executem os respetivos papéis na perfeição.
  7. Um caso divulgado, sem filtros, em várias estações de televisão e jornais que dele fizeram capa. Mas um jornal local que se diz defensor das beiras, entendeu que devia proteger a imagem dos criminosos (perdão, suspeitos), aplicando um filtro sobre os rostos daqueles dois “bons” marginais.
  8. Coimbra, cidade conhecida pela sua pacatez, começa a transformar-se e a ser palco de episódios violentos. Recorde-se que no princípio deste ano, mais propriamente a 08 de janeiro, um segurança da discoteca Avenue Club foi abatido a tiro, sendo o homicida um cidadão brasileiro.

JOÃO PINHO