Fundação ADFP comemora amanhã 30 anos com inaugurações e visitas

/, Região/Fundação ADFP comemora amanhã 30 anos com inaugurações e visitas

A Fundação ADFP (Associação de Desenvolvimento e Formação Profissional), de Miranda do Corvo, completou na segunda feira, 6 de novembro, 30 anos de existência. Estas três décadas de existência vão continuar a ser assinaladas até dezembro, com um programa que tem amanhã (11 de novembro) o seu ponto alto, com a inauguração do Bar Museu do Mel e a visita a alguns dos equipamentos da instituição.

As comemorações começam com uma visita, a partir das 9h00, à obra do Hospital Compaixão e à escultura da árvore social de António Nogueira, seguida da inauguração do Bar Museu do Mel. O programa continua em Coimbra, onde, às 10h30, é inaugurado o Centro Intergeracional do Mondego, decorrendo depois uma visita ao Colégio St. Paul’s School. A manhã termina com uma visita inaugural ao Observatório das Religiões, no Templo Ecuménico Universalista.

Após o almoço, que decorre no Salão de Festas do Centro Social Comunitário, sede da ADFP, é inaugurada a Casa de Tábuas e o novo pavilhão na Zona Industrial, havendo uma prova de vinhos, produzidos nas vinhas do Fundão e de Miranda/Penela na Adega da Fundação.

As celebrações prosseguem na quinta feira, 16 de novembro, Dia Internacional para a Tolerância. Para além das entradas gratuitas no Templo Ecuménico Universalista, decorre, a partir das 14h30, uma demonstração de atividades desportivas e culturais com utentes, mas dirigidas à comunidade.

No dia 18, no Espaço da Mente, vai ser apresentado o livro “Os Nomes dos Pássaros”, do colaborador e poeta António Amaral Tavares, com as intervenções de Graça Capinha e Teresa Carvalho; e no fim de semana seguinte realiza-se o IX Capítulo da Real Confraria da Matança do Porco, que decorre anualmente no Parque Biológico da Serra da Lousã, com almoço no Hotel Parque. Este programa conta com visitas à Queijaria, Fumeiro e Alambique Terra Solidária, visita ao Observatório das Religiões no Templo Ecuménico Universalista, local onde será feito o registo habitual de foto de grupo. A cerimónia de entronização conta com um cenário de recriação da tradicional matança do porco.

O programa termina em dezembro, estando prevista a realização de uma gala de aniversário dos 30 anos da Fundação ADFP, que contará com a atuação de grupos artísticos locais e amigos da instituição. Neste evento serão homenageados os colaboradores e dirigentes com mais de 25 anos de dedicação à ADFP.