Milhões de portugueses já se vacinaram contra a gripe

/, Saúde/Milhões de portugueses já se vacinaram contra a gripe

Os dados do relatório do Vacinómetro®, que monitoriza a vacinação contra a gripe em grupos prioritários da época gripal 2017/2018, revelam que, desde o dia 1 de outubro, já se vacinaram contra a gripe sazonal 58,3 por cento dos indivíduos com 65 ou mais anos; 48,1 por cento dos indivíduos portadores de doença crónica; 49,1 por cento dos profissionais de saúde com contacto direto com doentes; e 31,0 por cento dos portugueses com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos.

Apesar de serem ligeiramente inferiores em todos os grupos quando comparados com o mesmo período da época de 2016/2017, verifica-se uma subida bastante relevante no grupo dos profissionais de saúde, na ordem dos 15 por cento, tendo passado de 33,8 por cento no último ano para 49,10 esta época.

Relativamente à população não vacinada, o estudo estima que 18,9 por cento tenciona vacinar-se contra a gripe durante esta época. A maioria dos indivíduos já vacinados (53,5 por cento) fê-lo por recomendação médica, enquanto 24,1 por cento por iniciativa própria e para estar protegido, 11,5 por cento no contexto de uma iniciativa laboral, 8,8 por cento porque sabem que fazem parte de um grupo de risco para a gripe e 0,9 por cento por recomendação do farmacêutico.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda que os grupos de risco procedam à vacinação. De acordo com as orientações oficiais nacionais, a vacina pode ser administrada durante todo o outono/inverno, de preferência até ao fim do ano civil. A vacinação contra a gripe é fortemente recomendada para os grupos alvo prioritários, nomeadamente pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, doentes crónicos e imunodeprimidos com seis ou mais meses de idade, grávidas e profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados. É também aconselhada a pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

O Vacinómetro® foi lançado em 2009 pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), com o apoio da Sanofi Pasteur. Permite monitorizar em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela DGS.