A minha palavra…

//A minha palavra…

Todos os anos escolho uma palavra para ser a minha palavra do ano. Hoje não vou partilhar qual é a minha palavra para 2018 porque esta ainda não foi suficientemente saboreada mas tenho muito gosto em partilhar com os meus muito queridos leitores a minha palavra para 2017: ENTUSIASMO.

No início de 2017 fiz a escolha de viver com ENTUSIASMO todos os momentos que esse ano me trouxesse: os bons e os maus. É verdade que é muito fácil viver com ENTUSIASMO os bons momentos mas é um grande desafio viver com ENTUSIASMO os maus momentos. Relativamente a estes últimos desejo, pelo menos, ter saído deles mais forte e mais preparada para (sobre)viver outros momentos semelhantes.

Saboreei, em 2017, muito agradecida, diversos momentos musicais de entre os quais destaco o concerto de Joaquin Sabina, em Barcelona. Sabina é um dos meus cantautores preferidos e há anos que sonhava assistir a um concerto seu. 2017, um ano especial para a Catalunha, foi ano de concretizar esse sonho e na minha memória aquele dia ficará gravado para sempre. Destaco ainda o (re)encontro com algumas das cantoras cá de casa: Adriana Calcanhotto, Gisela João, Simone e Zélia Duncan, Ana Moura, Maria Bethânia, Amélia Muge, Carminho e Marisa Monte.

Saboreei, em 2017, muito feliz, alguns dos autores que caminham sempre ao meu lado: Paul Auster (4 3 2 1), David Trueba (Tierra de Campos), Juan José Millás (Mi Verdadera Historia), Ignacio Martinez de Pisón (Derecho Natural) e Maria Filomena Mónica (Os Pobres). Em 2017 li 22 livros (menos 8 do que no ano anterior), sendo que a língua em que li mais foi… castelhano (10). Esta é uma das três línguas em que vivo (quase) diariamente e de que gosto muito.

Saboreei, em 2017, muito motivada, o regresso à universidade (Universidade Nova de Lisboa) e a “despedida” de Coimbra.

Ultrapassei em 2017, com (muito) pouco entusiasmo, as eleições autárquicas. Desejei mudanças e continuidades que, infelizmente, não aconteceram.

Queridos leitores, é com muito ENTUSIASMO que hoje vos dou a minha palavra…

CLARA LUXO CORREIA