Escolas sensibilizam crianças para o cancro

/, Coimbra, Saúde/Escolas sensibilizam crianças para o cancro

Diversas escolas da região Centro participam, domingo, na campanha “Nós podemos. Eu posso”, que assinala o Dia Mundial do Cancro e pretende sensibilizar as crianças para esta doença que atinge tantas famílias.

Promovida pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, esta campanha desafia os mais jovens a refletir e a agir contra o cancro nas escolas. Os diversos estabelecimentos de ensino podem participar nesta iniciativa através da criação de atividades ou eventos desportivos para consciencializar ainda mais para a problemática do cancro e para promover ações com impacto real. Em Coimbra, aderem a esta ação a Escola 2.º e 3.º CEB Martim de Freitas, o Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel e a Profitecla – Escola Profissional.

Assinalado a 4 de fevereiro, o Dia Mundial do Cancro é uma iniciativa da União Internacional de Controlo do Cancro que pretende ter a dimensão de um evento global, que una a população em torno da luta contra o cancro. Assume-se também como uma data que cria oportunidades para se falar de cancro. Como é habitual, o NRC-LPCC associa-se à comemoração da data através de ações de sensibilização e de educação para a saúde. “Nós podemos. Eu posso” decorre em escolas dos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria e Viseu, onde serão distribuídos também materiais informativos, dirigidos ao público jovem, que oferecem uma visão geral do cancro e dos seus principais problemas, incluindo factos e estatísticas que irão servir como ponto de partida para promover o debate sobre este tema que tão grande impacto tem sobre as pessoas, famílias e comunidade.

Ao falar sobre cancro nas escolas, alertam-se professores, alunos e pais para a importância da adoção de um estilo de vida saudável, recordando, por exemplo, que cerca de um terço dos cancros mais comuns poderiam ser evitados. Com a mensagem de que tomar decisões saudáveis, como não fumar, ser fisicamente ativo e escolher alimentos e bebidas saudáveis, contribui-se para a redução do risco de cancro”, realça o NRC-LPCC.