Pavilhão do Olivais FC aguarda por obras urgentes

/, Coimbra, Desporto/Pavilhão do Olivais FC aguarda por obras urgentes

O Olivais Futebol Clube (FC) continua a sonhar com um novo pavilhão, um sonho que tem vindo a ser permanentemente adiado, devido às muitas dificuldades financeiras com que se depara no dia a dia. Há, contudo, algumas obras urgentes que têm que ser realizadas, de forma a garantir o bem estar dos 200 atletas que aí treinam diariamente. A escassos dias de completar 83 anos, a direção lamenta a falta de apoios e lembra que as coletividades desportivas têm um papel fundamental na formação das crianças e jovens.

Cerca de 200 atletas federados praticam basquetebol no Olivais FC. Este típico clube de bairro, nascido a 6 de fevereiro de 1935, há muito que se tornou numa referência incontornável no basquetebol nacional, sendo um dos poucos clubes que mantém todos os escalões em atividades, desde o minibasquete (com cerca de 80 crianças) aos seniores.

Com muitos prémios conquistados ao longo de todos estes anos, o Olivais FC orgulha-se do seu percurso e dos seus feitos desportivos, bem como da intensa atividade que mantém atualmente, apesar de todas as dificuldades financeiras que afetam o clube.

Temos 200 atletas federados, 10 equipas em competição, quase todas em provas nacionais, e o minibasquete. São 200 jovens que gostam de praticar basquetebol e a quem temos que dar resposta”, sublinha o presidente do Olivais FC, Jaime Carvalho e Silva.

Sempre com uma palavra de agradecimento para os pais, que considera “os principais patrocinadores do Olivais”, Jaime Carvalho e Silva lamenta que os apoios que recebem “não sejam condizentes com a atividade do clube”. Há muito que a direção reivindica um novo pavilhão, num espaço contíguo ao atual, mas a obra continua sem avançar, o que obrigada a uma rigorosa gestão das instalações atuais e ainda a recorrer a campos de outras entidades, de forma a assegurar que todos os jovens possam treinar.

Com o decorrer dos anos e fruto da intensa atividade, o Pavilhão Eng. Augusto Correia precisa de “obras inadiáveis”. “Temos muitos problemas no pavilhão. Precisamos de substituir a iluminação elétrica antiga (que não está a funcionar bem) por iluminação Led mas isso significa um certo investimento que tem que ser muito bem ponderado”, explica. A renovação dos balneários, que se encontram muito degradados; a substituição completa da canalização; resolver a questão da humidade tanto no terreno junto ao pavilhão como na própria estrutura; melhorar o piso; e comprar novas tabelas são algumas das intervenções urgentes enumeradas por Jaime Carvalho e Silva.

Neste momento em que o Olivais FC se prepara para celebrar 83 anos, já na terça feira, o presidente sensibiliza a comunidade para a história deste clube, para o trabalho que desenvolve, para o contributo que dá para a formação dos jovens e lembra que todos os apoios que possam contribuir para ajudar a resolver estes problemas sentidos pelo clube são “bem vindos”.

Homenagens nos 83 anos do Olivais FC

O Olivais Futebol Clube comemora 83 anos na próxima terça feira, dia 6 de fevereiro. Nesse dia vai realizar-se uma pequena cerimónia, por volta das 12h00, no Pavilhão, onde serão hasteadas as bandeiras.

As comemorações continuam a 10 de março com um almoço (em local a anunciar) comemorativo onde vão ser homenageados os associados com 25 e 50 anos de casa. As celebrações estão a ser preparadas por um comissão organizadora, que lançou já “uma grande venda de rifas”, de forma a custear despesas com o programa e a angariar também alguma receita extra para o clube.

De acordo com Jaime Carvalho e Silva, presidente do Olivais, este almoço é aberto a todos aqueles que se queiram associar a este momento festivo, mediante inscrição (que abrirão na próxima semana). O Olivais pretende celebrar a sua longevidade mas quer também agradecer a todos aqueles que fazem parte da vida do clube. Assim, durante o evento, vão ser entregues emblemas aos associados que fazem parte da vida do Olivais há 25 anos (cerca de 120) e há 50 anos (oito).

O programa termina ao final da tarde, a partir das 18h00, com um convívio no pavilhão do clube, aberto a toda a comunidade.