Cantanhede cria gabinete para apoiar agricultor

/, Região/Cantanhede cria gabinete para apoiar agricultor

A Câmara de Cantanhede vai criar um Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor (GMAA), proposta que foi aprovada, por unanimidade, na terça feira, na reunião do executivo.

Com esta iniciativa, a autarquia, liderada por Helena Teodósio, pretende “criar condições favoráveis ao desenvolvimento da agricultura e da pecuária no concelho de Cantanhede e melhorar o rendimento da população agrícola, através do apoio aos produtores em todos os aspetos relacionados com a sua atividade, quer aos que já se encontram instalados, quer aos jovens que pretendem iniciar-se como empresários agrícolas”.

Esta foi uma das propostas que a autarca apresentou no seu programa de candidatura e que tem como finalidade criar “uma estrutura vocacionada para responder com eficácia às questões e problemas recorrentes dos agricultores”, sejam questões legislativas, oportunidades de investimento para produções específicas, candidaturas a programas de apoio, acesso a linhas de financiamento, elaboração de projetos, entre outros.

De acordo com a autarquia, o Gabinete funciona de segunda a sexta feira, das 14h00 às 17h00, no edifício do antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, em instalações contíguas às do Serviço Municipal de Proteção Civil e Recursos Naturais.

As suas atribuições passam por “incentivar a adoção de práticas e técnicas tendentes a fomentar a crescente qualificação e modernização das explorações agrícolas e pecuárias, sensibilizar os produtores agrícolas para o potencial de novas culturas associadas à implantação de modernas unidades agroindustriais no concelho e assessorar os agentes económicos do setor na elaboração de documentos a submeter a entidades da administração central e outras organizações com intervenção na tramitação de processos administrativos”. Pretende, ainda, promover ações de informação, formação e esclarecimento a nível local; organizar sessões de trabalho de campo e demonstrações em atividades específicas; promover produtos endógenos; e dinamizar atividades diversas, como certames e feiras temáticas que promovam o setor agrícola.

Para assegurar o melhor funcionamento do gabinete, a Câmara tem vindo a estabelecer parcerias com diversas entidades ligadas ao setor.