Festa do Queijo de Oliveira do Hospital homenageia vítimas dos incêndios

/, Região/Festa do Queijo de Oliveira do Hospital homenageia vítimas dos incêndios

A tradicional Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital, que se realiza amanhã e domingo (10 e 11 de março), em pleno centro da cidade, no largo Ribeiro do Amaral, é este ano dedicada às vítimas dos incêndios que tantas vítimas e prejuízos causaram em outubro último.

Promovida pelo Município de Oliveira do Hospital, esta festa, que vai contar no domingo com a visita do Presidente da República, pretende contribuir, assim, para o “renascer dos rebanhos de ovelhas da raça Serra da Estrela que foram dizimados pelos incêndios e que estão na origem da produção do leite com que se faz um dos mais afamados queijos do mundo” e que inspira esta festa, considerada a “maior festa do queijo de Portugal”.

Durante estes dois dias, a autarquia desafia os visitantes a apadrinharem as borregas Serra da Estrela que estarão em exposição, através do pagamento de uma determinada quantia financeira. A receita reverterá na íntegra para o Centro de Recria da Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (ANCOSE), criado recentemente com a finalidade de preservar três produtos com denominação de origem protegida e que, como sublinha a autarquia, ficaram “seriamente afetados após a morte súbita de vários milhares de animais daquela raça autóctone nos incêndios” – o queijo, o requeijão e o borrego Serra da Estrela.

Para além destas iniciativas, o vasto programa integra também a realização, no domingo, de um almoço de homenagem às vítimas dos incêndios, que contará com a participação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e que deverá juntar cerca de mil pessoas.

Com esta iniciativa, o Município de Oliveira do Hospital pretende “agradecer aos portugueses e a cidadãos de outros países o contributo dado para a formação da gigante onda de solidariedade que se fez sentir sobre o concelho, logo a seguir aos incêndios de 15 e 16 de outubro”.

Com cerca de 300 expositores de produtos endógenos, artesanato, gastronomia, entre outros artigos, o certame, onde são esperados muitos milhares de visitantes, conta ao longo dos dois dias com uma vasta panóplia de iniciativas que estarão distribuídas pelo recinto da festa, no Largo Ribeiro do Amaral. Destaque para as provas de queijo e vinhos do Dão, enchidos “show-cooking”, concursos gastronómicos, fabrico de queijo e requeijão ao vivo, tosquias e exposição de animais. O artesanato é também já presença habitual neste certame, estando confirmada a presença de diferentes artesãos do concelho, que irão trabalhar ao vivo no recinto, dando a conhecer assim a sua arte.

A Festa começa amanhã, às 9h00, com a transmissão em direto do programa Terra-a-Terra, da TSF. Já na tarde de domingo, as atenções estarão centradas na emissão do programa “Somos Portugal” da TVI, entre as 12h30 e as 20h00. Durante os dois dias também a emissora local, Rádio Boa Nova, fará transmissão especial em direto do certame.

Durante a feira, continua também a Semana da Gastronomia, que começou já no sábado passado e que promove os melhores sabores da região. Os restaurantes aderentes, espalhados de norte a sul do concelho de Oliveira do Hospital, estão devidamente identificados com dístico próprio e oferecem o melhor da gastronomia local, com particular enfoque para os produtos genuínos e que distinguem o concelho. O arroz de suã, os torresmos serranos, a feijoada dos pastores e o borrego criado neste concelho da Beira são algumas das especialidades que vão estar em destaque até domingo.

Ainda no âmbito da Festa do Queijo, destaque para a realização, amanhã, das 20h00 às 03h00, da “Noite do Queijo”, um apelo de solidariedade para com o concelho de Oliveira do Hospital. Promovida pela Oliveira no Coração, uma organização local sem fins lucrativos, com a parceria do Município e da Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, este marcado noturno decorre no Mercado Municipal e pretende proporcionar alguns momentos de alegria e convívio, associando a gastronomia e os vinhos à animação cultural e musical. Tem também um cariz solidário, apelando à doação de árvores para a reflorestação do concelho.