Coimbra convida a celebrar o seu património

/, Coimbra/Coimbra convida a celebrar o seu património

População e visitantes são convidados a celebrar o património de Coimbra. Na quarta feira, Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a cidade apresenta um programa intenso que aposta na valorização do rico e diversificado património que reúne. Percursos, visitas guiadas, palestras e oficinas são apenas algumas das atividades propostas para celebrar a data.

Tal como tem sido habitual nos últimos anos, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinala na quarta feira, 18 de abril, vai ser comemorado em Coimbra com programas variados e pensados para todos os públicos. “Património Cultural: De geração em geração” é o tema escolhido para celebrar este ano este dia, criado com o intuito de promover os monumentos e sítios históricos e valorizar o património português, ao mesmo tempo que pretende alertar também para a necessidade da sua conservação e proteção.

A autarquia de Coimbra vai celebrar a data com iniciativas variadas. O programa começa, às 10h00, com um percurso pedonal pela cidade, com recurso a audioguias (que estão disponíveis no Edifício Chiado), que convida os participantes a identificar monumentos e a conhecer pormenores da cidade. Com acesso livre, este percurso repete-se às 16h00 e destina-se a todos os tipos de público.

A pensar nos mais jovens, decorre, às 10h00 e 15h00, no Edifício Chiado, uma oficina sobre o património, intitulada “Somos ricos sem saber, de uma herança sem fim! Vamos lá conhecer o Património? Sim”. Com acesso livre, esta atividade destina-se a crianças do jardim de infância e dos 1.º e 2.º ciclos e está sujeita a inscrição prévia, através do telefone 239 840 754.

A visita acompanhada à exposição temporária “Cidades Novas Medievais”, que está patente na Torre de Almedina, é outra das propostas para celebrar a data. Marcada para as 15h00, vai ser acompanhada pela comissária científica, Luísa Trindade, e destina-se aos alunos do secundário e universitários, bem como ao público em geral. Embora de acesso livre, está também sujeita a inscrição, através do telefone 239 833 771.

O programa integra ainda a realização, às 17h00, no auditório do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, da palestra “Banhos Judaicos de Purificação: Proposta de descodificação do MIKVEH da Judiaria Velha de Coimbra”.

Durante o dia, os núcleos do Museu Municipal de Coimbra vão ter também acesso livre a todos os visitantes. O Edifício Chiado e a Torre de Almedina – Núcleo da Cidade Muralhada vão estar de portas abertas das 10h00 às 18h00, enquanto a Torre de Anto – Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra pode ser visitada das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Estas são, portanto, algumas das propostas que a autarquia propõe para celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. A cidade oferece, contudo, muitas outras sugestões, sendo o seu património e os belos recantos e sítios, só por si, um convite suficientemente atrativo para partir à descoberta de toda a riqueza que Coimbra reúne.

Mosteiro de Santa Clara com dia cheio

O Mosteiro de Santa Clara-a-Velha vai celebrar também esta data com um dia cheio. Classificado como Monumento Nacional e Sítio Arqueológico, o Mosteiro celebra nesse dia o seu nono aniversário de abertura ao público e, neste momento de celebração, tem uma prenda especial para todos, com entradas e todas as atividades a serem de acesso gratuito.

Com iniciativas para os diversos públicos (algumas das quais a prolongarem-se por vários meses), o programa pretende “reforçar a consciência da necessidade de preservação do património e motivar o diálogo intergeracional enquanto ferramenta de conhecimento, desenvolvimento e diversidade”.

A exposição de fotografia “Navegar em ruínas” (de 18 de abril a 31 de dezembro), que dá a conhecer a história do Mosteiro desde a sua fundação até à atualidade; a exposição de pintura, escultura e desenho “O mundo de Sophia”, da autoria de Sofia Cravo (de 18 de abril a 3 de juho); as visitas “Conservar e Restaurar o Património” (às 10h30, 11h30 e 15h00) e “700 anos de história (11h00, 14h00 e 16h00); e a oficina de restauro “Peça a peça” (às 10h30 e 15h00) são as propostas do programa, que inclui ainda uma aula aberta com o Curso de Especialização Tecnológica em Turismo Cultural e do Património, da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra.