Coimbra recebe congresso sobre envelhecimento em maio

/, Saúde/Coimbra recebe congresso sobre envelhecimento em maio

Coimbra recebe, de 27 a 29 de maio, no ISCAC – Coimbra Business School, o AGEINGCONGRESS 2018 – Congresso Internacional Sobre Envelhecimento, evento que é apadrinhado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que irá presidir à sessão de encerramento.

Organizado pela ANGES – Associação Nacional de Gerontologia Social, este congresso pretende ser um dos maiores eventos do género realizados em Portugal. Com mais de 220 pessoas envolvidas nas diferentes comissões de oito nacionalidades, destaca-se pela variedade de temáticas abordadas em 16 conferências plenárias e pelas cerca de uma centena de comunicações livres, distribuídas por nove grandes áreas, como a Psicologia e a Psiquiatria, a Saúde e o Bem-estar, a Mobilidade, os Equipamentos, entre outras.

Entre os participantes vão estar Francisco George, ex-diretor Geral da Saúde; Manuel Villaverde Cabral, fundador do Instituto do Envelhecimento da Universidade Nova de Lisboa; Adela Balderas, do Instituto of Ageing da Universidade de Oxford; Raul Valdes-Cotera, coordenador dos programas de Educação ao longo da vida, da UNESCO; Júnia de Vilhena, diretora do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; e Manuel Luis Capelas, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.

Marcelo Rebelo de Sousa confirmou, na semana passada, a sua presença na sessão de encerramento. Ricardo Pocinho, um dos responsáveis pela realização do evento, considera que a presença do Presidente da República no congresso é “motivo de honra e muito motivador para continuar a trabalhar pelos cidadãos mais velhos e para quem deles cuida”.

Ainda no decorrer deste encontro internacional, que ocorrerá na região mais envelhecida de Portugal, será realizada uma reunião de investigadores e profissionais da área, de onde resultará um documento, agora para entregar em mão ao Presidente da República, no momento de encerramento dos trabalhos.

Para Ricardo Pocinho, “o alto patrocínio do chefe de Estado num congresso que pretende lançar o debate e a reflexão e deixar ideias sobre o envelhecimento num país que já o sente de forma acentuada contribuirá para que seja entendido como causa nacional”.

Recorde-se que, muito recentemente, a ANGES trouxe a público uma preocupação relacionada com a falta de profissionais e os deficits de formação que o país tem para preparar, nos diferentes níveis, esses mesmos profissionais que cuidam dos idosos.

Fundada por Ricardo Pocinho, a ANGES – Associação Nacional de Gerontologia Social está sediada na Escola Superior de Educação de Coimbra em consórcio com o INTERTECH – Unidade de investigação das Universidades de Valencia e Politécnica da mesma cidade espanhola, em parceria com outros 92 parceiros.