REN junta cerca de 150 alunos em ação de reflorestação

/, Região/REN junta cerca de 150 alunos em ação de reflorestação

Cerca de 150 alunos do 2.º e 3.º ciclo das escolas do concelho de Pedrógão Grande participam hoje (13 de abril) numa ação de reflorestação promovida pela REN – Redes Energéticas Nacionais, em parceria com a Unidade de Missão para a Valorização do Interior, Câmara Municipal de Pedrógão Grande e Quercus.

Esta iniciativa marca o início da reflorestação do corredor da Linha de Transporte de Energia Penela – Tábua e que passa pelos concelhos de Penela, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Góis, Arganil e Tábua.

Sob o lema “Juntos Plantamos o Amanhã”, o programa conta com uma breve apresentação da REN e da Quercus, às 13h45, na Casa Municipal da Cultur, sobre a importância da preservação da biodiversidade, onde serão ainda apresentadas instruções para a plantação de árvores.

De seguida, os participantes, alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande, bem como responsáveis de todas as entidades promotoras, participam numa ação de reflorestação junto à povoação de Escalos Cimeiros para simbolicamente dar o arranque da rearborização com árvores de espécie autóctone no corredor da linha de transporte de energia Penela – Tábua, que terá no total cerca de 46.750 novas árvores. O medronheiro será a espécie autóctone em destaque nesta ação de reflorestação.

Para João Paulo Catarino, coordenador da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, “só será possível alcançar os objetivos e os resultados esperados com a participação e empenho de todos”. Destaca a importância desta ação, enquanto forma de “sensibilização dos mais jovens, enquanto garante de uma maior consciencialização para a preservação e conservação da floresta e, acima de tudo, da sua importância”. Considera, por isso, que a parceria que se confirma no projeto “Juntos plantamos o amanhã”, é “uma estratégia privilegiada que propicia uma formação que conjuga educação e ação, favorecendo a responsabilidade coletiva e a vontade de intervir”.

Margarida Guedes, vice-presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, entende que esta ação é de “extrema importância” já que promove “a compartimentação da floresta do concelho”, através de uma iniciativa que envolve os alunos do concelho, que são “os melhores aliados na definição de mudanças a médio e longo prazo”.

Ao longo dos últimos anos a REN tem procurado adequar a vegetação existente nos corredores, promover a criação de um ecossistema sustentável e incentivar uma intervenção mais ativa dos proprietários nos seus terrenos, o que, por sua vez, irá resultar numa melhor gestão das faixas, na prevenção de incêndios e na criação de valor económico para os proprietários dos terrenos”, explica João Gaspar, responsável da área de Servidões e Património da REN.

De acordo com a empresa, nos últimos seis anos, através das ações de reconversão de faixa, a REN plantou cerca de 820 mil árvores em mais de 1900 hectares, o que representa cerca de 400 árvores por dia. O objetivo da empresa é atingir a marca de um milhão de árvores plantadas em 2018.