Romaria do Espírito Santo regressa amanhã aos Olivais

/, Coimbra/Romaria do Espírito Santo regressa amanhã aos Olivais

A Romaria do Espírito Santo regressa amanhã (12 de maio) a Santo António dos Olivais. Vendedores de vários pontos do país voltam a espalhar-se pelo Largo Padre Estrela Ferraz para um mês de muita festa e diversão, pautado pela diversidade e tradição.

Santo António dos Olivais prepara-se para viver um mês de grande diversão e tradição. A Romaria do Espírito Santo, considerada uma das mais tradicionais festas da freguesia, abre amanhã, por volta das 15h00, convidando toda a cidade a desfrutar de uns dias e noites muito animados e recheados de atrações, que vão desde a variedade expositiva, à boa gastronomia e doçaria, aos espetáculos musicais e, a pensar nos mais novos, aos divertidos carrosséis.

Durante cerca de um mês, de amanhã a 13 de junho, milhares de visitantes são aguardados no recinto, neste evento que, como explica o presidente da Junta, Francisco Andrade, é um “emblema” de Santo António dos Olivais que continua a despertar memórias em tantas e tantas gerações.

Recordo-me que quando cheguei a Coimbra a primeira coisa que me disseram foi para vir aos Olivais roubar um pretinho numa das mulheres das tendas. Diziam que dava sorte”, recorda o autarca.

Este e outros costumas associadas ao evento continuam a manter-se, até porque é a tradição que marca esta realização. A começar, desde logo, pelos próprios expositores, alguns deles presença assídua na Romaria dos Olivais há muitas décadas. A louça e o barro de Miranda do Corvo, a cutelaria, os utensílios para a casa, os brinquedos tradicionais, as flores, os sapatos e o artesanato são alguns dos produtos que fazem parte da história deste evento. Pelo recinto estarão também as famosas farturas, com os seus doces aromas a espalhar-se pelas redondezas, e também outras doces iguarias. Nesta altura em que já “cheira” a santos populares, não vão faltar também as apetitosas sardinhas assadas, servidas no restaurante do Largo, o Santo António, bem como outros petiscos tradicionais.

E como a festa é mesmo para toda a família, há ainda que criar memórias de momentos divertidos nos carrosséis infantis ou no espaço dedicado aos espetáculos musicais.

Francisco Andrade assegura que a Romaria vai manter todas as atrações habituais e só não cresce porque “há, de facto, limitações” de espaço que não permitem a abertura a mais feirantes. De qualquer forma, destaca a participação de duas entidades da freguesia, as Marchas de Celas e o Centro Social Partilha e Saber Dr. Fausto Correia, que vão trazer ao recinto um pouco da essência da freguesia, seja através da gastronomia ou da apresentação dos trabalhos que são desenvolvidos pelos utentes daquele equipamento social da Junta.

Apesar de querer continuar a manter a tradição, a Junta está a analisar formas de poder dar um novo impulso à Romaria. Nesse sentido, tem vindo a investir em tendas próprias, com vista a “uniformizar” a área de exposição e a permitir “outro aproveitamento do espaço”. Francisco Andrade adianta que já foram compradas quatro tendas, que vão estar a funcionar na Romaria e que servirão depois para outros eventos promovidos pela Junta.

As limitações existem mas queremos ir melhorando aos poucos, sem fugir daquilo que é a história da Romaria”, sublinha, congratulando-se com a forte atração que este evento continua a ter. “Não há dúvida nenhuma que a Romaria continua a trazer muita gente ao Largo dos Olivais. Temos a sorte de ter uma atrativa zona de carrosséis para as crianças, temos as farturas e as sardinhas que são marcantes nesta altura, temos 12 expositores presentes com grande variedade de artigos e temos um mês de animação garantida”, assegura Francisco Andrade, deixando um convite a todos para que visitam a Romaria dos Olivais e desfrutem da vasta oferta deste evento que é pensado para agradar a todas as famílias, independentemente das idades dos seus elementos.

Romaria assegura um mês de animação

A Romaria do Espírito Santo é um evento para desfrutar em família ou com amigos. A par com a exposição e com as restantes atrações, há ainda a destacar o programa de animação, que se concentra sobretudo aos fins de semana.

Começa amanhã com a atuação do Rancho Folclórico Rosas do Mondego, às 17h00, e do Grupo de Cavaquinhos GIROFLÉ, às 21h00. No domingo, às 17h00, atua o Grupo Folclórico e Etnográfico de Cova Douro e Serra da Rocha.

Até ao fim da Romaria vão subir ainda ao palco Ruizinho de Penacova (dia 18); Grupo de Cavaquinhos Tiroliro – Aposénior e Grupo Folclórico de Santa Leocádia de Fradelos (dia 19); Coro Sénior da Freguesia de Santo António dos Olivais e Coro da Casa do Pessoal dos Hospitais da Universidade de Coimbra (dia 20); Grupo Folclórico de Ventosa do Bairro (dia 26); Grupo Vivências – Aposenior e Grupo Sons e Tradições da Beira Serra (dia 27); Grupo Folclórico da Póvoa de Varzim, Grupo Folclórico da Casa do Pessoal dos HUC e Grupo de Concertinas “Os Amigos da Paródia” (2 de junho); e Grupo Etnográfico da Região da Lousã (3 de junho).

Ao vasto programa junta-se ainda o Festival de Danças Modernas da Associação Cultural e Recreativa de Coimbra, no dia 26, às 21h00; e os encontros de Tunas e de Concertinas, no dia 9 de junho, às 16h00 e às 21h00, respetivamente.

O Cortejo do Imperador, no dia 27 de maio, é outro dos eventos tradicionais da Romaria, numa organização conjunta com a União de Freguesias de Eiras e S. Paulo de Frades.

O programa não esquece também o Dia Mundial da Criança, a 1 de junho, e volta a integrar a Romaria dos Pequeninos, com um programa surpresa que promete encantar as muitas crianças que aí irão participar nas mais variadas atividades.

A Romaria encerra com a Procissão de Santo António, a 13 de junho.