Arte do Crochet embeleza Baixa de Coimbra

/, Coimbra/Arte do Crochet embeleza Baixa de Coimbra

Comerciantes e moradores da Rua Fernandes Tomás, na Baixa de Coimbra, promovem mais uma edição do Crochet Social, iniciativa que visa combater o isolamento e a solidão dos habitantes daquela zona, ao mesmo tempo que torna aquela rua mais bela e atrativa, seduzindo mais turistas pela criatividade e colorido dos trabalhos.

Lançado em 2013 pelos Serviços de Ação Social da Câmara Municipal de Coimbra, que desafiou os alunos do Curso Curso de Ação Social da Faculdade de Psicologia de Coimbra, este projeto envolveu, desde a primeira hora, comerciantes e moradores daquela rua, sendo estes que agora lhe continuam a dar vida.

Habitualmente esta instalação decorre durante as festas da cidade mas, este ano, os promotores decidiram prolongá-la durante todo o verão, até ao final de setembro. Para Luísa Lucas, uma das promotoras, esta é uma forma de “criar um ponto de atratividade para quem visita a cidade e para criar alguma dinâmica na rua”. Lembra que o objetivo do projeto passa por “envolver as pessoas idosas da zona, que em muitos casos vivem sozinhas, e depois expor os seus trabalhos”. Lamentavelmente, atualmente já são poucas as pessoas a dedicar-se a esta arte ancestral. Ivone Diniz, com os seus 93 anos, será já das poucas jovens moradoras da rua a fazer crochet, mantendo as janelas da sua casa ornamentadas com os seus trabalhos, logo no início da rua, numa espécie de convite para que os visitantes percorram aquela artéria e apreciem os restantes trabalhos que a cobrem.

Este ano, a instalação tem como tema a “Integração”, intercalando os trabalhos em crochet com os de tecido naquele espaço público, numa simbiose que agrada tanto a moradores e comerciantes como aos turistas.

Este projeto conta com o apoio da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC). O presidente Vítor Marques enaltece a “ligação existente entre os moradores desta rua” e sublinha que “a missão da APBC é apoiar e colaborar com estas iniciativas” que contribuem para dinamizar e embelezar a Baixa.