Aldeia da Cerdeira recebe primeira “Aldeia da Inovação Social”

/, Região/Aldeia da Cerdeira recebe primeira “Aldeia da Inovação Social”

A aldeia da Cerdeira, em plena serra da Lousã, foi eleita para receber, na quarta e quinta feira (4 e 5 de julho), a primeira “Aldeia da Inovação Social”, uma iniciativa pioneira que vai apresentar o balanço do “Portugal Inovação Social”.

Chegou, portanto, a hora de analisar os resultados obtidos por este projeto, dois anos após a abertura dos primeiros concursos de financiamento de iniciativas de inovação e empreendedorismo social. De acordo com os promotores, até ao momento foram já atribuídos 12 milhões de euros a 137 candidaturas das regiões Norte, Centro e Alentejo, destinados ao financiamento de planos de capacitação para o investimento social e o desenvolvimento de projetos no âmbito dos programas Parcerias para o Impacto” e “Títulos de Impacto Social”.

A aldeia da Cerdeira foi escolhida para a realização desta primeira Aldeia da Inovação Social” considerando a prioridade nacional dada à dinamização dos territórios de baixa densidade do interior do país, em particular aqueles que foram fustigados pelos incêndios devastadores de 2017. Esta iniciativa dá continuidade ao concurso aberto pela “Portugal Inovação Social”, em parceria com o IES – Social Business School, para a apresentação de ideias inovadoras para a prevenção dos incêndios e revitalização das zonas afetadas. Os vencedores deste concurso vão participar num bootcamp” onde terão oportunidade de desenvolver as suas ideias e apresentá-las a potenciais investidores.

Na “Aldeia da Inovação Social” vai ser ainda possível descobrir alguns dos projetos que a “Portugal Inovação Social” tem vindo a apoiar, entre os quais o EKUI, Passo a Passo, Just a Change, ColorADD, Apps for Good, Mentes Empreendedoras, Faz-te Forward, Há Festa na Aldeia, entre muitas outras iniciativas de empreendedorismo e inovação social de referência.

Haverá ainda espaço para discutir ideias, trocar experiências e partilhar boas práticas, mobilizar novos investidores sociais e conhecer inúmeras histórias de sucesso.

A sessão de abertura está marcada para as 10h00 de quarta feira (4 de julho) e conta com a participação do presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes; do presidente da “Portugal Inovação Social”, Filipe Almeida; do presidente do conselho diretivo do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Domingos Lopes; da representante da Comissão Europeia em Portugal, Sofia Alves; da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Marques; e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (ainda a confirmar).

Depois de vários debates sobre empreendedorismo, desafios, financiamento e inovação, o programa do primeiro dia termina com um arraial. “A dinamização regional da inovação social”, “Títulos de impacto social: investir, testar e avaliar”, “Porquê ser investidor social?” e “Social Innovsation Shaker: apresentação do projeto Semear” são os temas que vão ser debatidos na quinta feira (5 de julho). Será também apresentado o concurso de ideias inovadoras para a prevenção de incêndios e revitalização das zonas mais afetadas. O programa termina, às 18h00, com a sessão de encerramento, presidida por Luís Antunes e Filipe Almeida.

Paralelamente decorrem diversas atividades didáticas, culturais e de lazer.

A iniciativa pública “Portugal Inovação Social” foi criada em 2014 enquanto parte do processo de programação do Portugal 2020, com o objetivo de financiar, de forma integrada, ao longo de todo o período 2014-2020, projetos de inovação social, com o objetivo de dinamizar o empreendedorismo social e a promoção do investimento social em Portugal. Com uma dotação inicial de 150 milhões de euros, a iniciativa é concretizada pela mobilização, através da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, de recursos financeiros dos programas operacionais do Portugal 2020, nomeadamente o POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), o POCH (Programa Operacional Capital Humano), e os programas operacionais regionais do Continente – Norte, Centro, Lisboa, Alentejo (NUTS II) e Algarve (POR Algarve).

A “Portugal Inovação Social” é uma iniciativa pioneira em Portugal e em toda a Europa.