NRC-LPCC promove tertúlia sobre como prevenir e sobreviver ao cancro

/, Saúde/NRC-LPCC promove tertúlia sobre como prevenir e sobreviver ao cancro

Coimbra é o próximo destino do ciclo de tertúlias “Prevenir e Sobreviver ao Cancro”, que está a percorrer todas as capitais de distrito da região Centro. Integrada nas comemorações dos 50 anos do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (NRC-LPCC), esta iniciativa vai decorrer sábado (7 de julho), a partir das 16h00, no auditório da Escola Superior de Educação de Coimbra, e é aberta a todos os interessados.

A sessão de abertura conta com a presença do presidente da direção do NRC-LPCC, Carlos de Oliveira, e de um representante da ESEC. A tertúlia abre com as intervenções do médico Pedro Madeira (Instituto Português de Oncologia de Coimbra), que irá falar sobre como “Sobreviver ao Cancro”, e do professor Vítor Rodrigues (vogal da Direção LPCC-NRC) que abordará a temática da prevenção.

No final do encontro, às 17h15, está previsto um momento musical e de convívio com a atuação do “Coro ao Centro”, constituído por doentes oncológicos, voluntários e ainda elementos da direção do LPCC-NRC.

Os desafios que a oncologia enfrenta vão marcar profundamente a sociedade nas próximas décadas. De acordo com as projeções nacionais e internacionais, a evolução demográfica e a exposição a fatores de risco vão determinar um aumento da incidência das doenças oncológicas. Neste contexto, a LPCC entende que “assume especial relevância a promoção da saúde e do diagnóstico precoce, considerando-se prioritário efetivar a prevenção primária através da promoção de estilos de vida saudável”.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 40 por cento de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detetados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados. A sensibilização, prevenção primária e deteção precoce do cancro são componentes chave para o controlo do cancro, possibilitando uma redução da sua incidência e mortalidade.

Por outro lado, muito por conta dos avanços científicos e médicos, a sobrevivência ao cancro tem vindo a aumentar, o que acarreta novos desafios para as sociedades. O cancro afeta não só a vida dos doentes, que sofrem alterações em todos os domínios – físico, psicológico e social -, mas também a dos seus familiares mais próximos. Esta mudança tem, naturalmente, implicações psicológicas e emocionais consideráveis.

É para estas temáticas que o NRC-LPCC pretende sensibilizar com a realização destas tertúlias. De acordo com o Núcleo, em todas as realizações haverá uma sessão prévia de formação interna dos voluntários de cada distrito, envolvendo as várias áreas de voluntariado – o Voluntariado Comunitário, o Voluntariado Hospitalar (que funciona no Instituto Português de Oncologia de Coimbra e no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra), o Voluntariado de Entreajuda (Movimento Vencer e Viver) e o Voluntariado Ocupacional (Centro de Voluntariado Ocupacional).

As tertúlias “Prevenir e Sobreviver ao Cancro” constituem uma ação descentralizada da comemoração dos 50 anos do Núcleo Regional do Centro da LPCC, que vão abranger 78 concelhos da região Centro. O ciclo já passou por Aveiro, Viseu, Leiria e Guarda. A realização da tertúlia de Coimbra tem o apoio da EFAPEL e da ESEC.