Festas de S. Tomé vão animar Mira de 20 a 25 de julho

/, Região/Festas de S. Tomé vão animar Mira de 20 a 25 de julho

O concelho de Mira vive, de 20 a 25 de julho, as tradicionais festas de S. Tomé. A população honra o seu padroeiro com uma festa que se estende por seis dias e que, tal como manda a tradição, concilia a vertente religiosa com a animação profana.

Apresentadas na segunda feira, as celebrações vão decorrer no Jardim do Visconde, num cenário onde ainda serão sentidos os reflexos dos trágicos incêndios que afetaram o concelho e a região a 15 de outubro. Durante a apresentação do programa, o presidente do Município de Mira, Raul Almeida, reafirmou que o tempo é de reconstruir, estando o Município, paulatinamente, a recuperar e a substituir o que foi destruído.

Um desses exemplos são os tradicionais palheiros que este ano ainda não estarão disponíveis para acolher o setor das tasquinhas. “Os nossos palheiros arderam todos. Ainda pensamos em mandar fazer palheiros iguais, vamos mandar fazê-los mas este ano, até para simbolizar o que aconteceu, vamos ter as tasquinhas em stands”, explica o autarca, considerando que desta forma o Município não esquece a tragédia que tantos prejuízos trouxe a Mira, tendo consumido também o próprio espaço onde decorrem as festas.

Apesar das tristes memórias, este vai ser um tempo de festa e de celebração. O setor da gastronomia vai contar com a presença de seis tasquinhas, dinamizadas pelas coletividades locais.

A par com o associativismo, também as crianças continuam a ter um espaço de destaque neste evento. Dinamizado em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mira, o “S. Tomé Kids” assegura muitos momentos de diversão, não faltando também os tradicionais carrosséis.

Na música a grande atração são os The Gift (dia 21) e Virgul (dia 24), juntando-se aos “cabeças de cartaz” muitos artistas e bandas locais, como sublinhou Raul Almeida. Assim, vão passar também pelo palco Mariana Oliveira, Ana Ferreira, grupo de fados Nocturno, João Gentil, André & Amigos, Mimos Dixie Band, Andarilhos, Peixe Agulha, Flor, Fax, Top Som e TV5 .

Raul Almeida recorda que as festas de S. Tomé passam “por muitas tradições”, não se resumindo à animação noturna. Destaca o programa religioso, com a missa e procissões, mas também o espetáculo de fogo de artifício, a feira dos romeiros e outros eventos que continuam a atrair população e visitantes.

Este ano, e devido aos grandes prejuízos deixados pelo incêndio de 15 de outubro, que a autarquia não quer deixar esquecer, o orçamento das festas é de perto de 80.000 euros, cerca de menos 20 por cento do que no ano passado.

Temos vindo a fazer uma trajetória ascendente desde que começámos a concertar a realização das festas de S. Tomé com a Expofacic”, disse o autarca, esperando grande afluência durante estes dias de festa de acesso livre e gratuito a todos.

Apesar de não haver registo do número de visitantes, uma vez que não há bilhetes, Raul Almeida adianta que as festas de S. Tomé atraem a Mira milhares de visitantes.