Dia do Transplante é celebrado hoje em Coimbra

/, Coimbra, Saúde/Dia do Transplante é celebrado hoje em Coimbra

O Dia do Transplante vai ser celebrado hoje (20 de julho), no Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra, cidade onde se realizou o primeiro transplante do país, pela equipa do professor Linhares Furtado.

O transplante e a arte” é o tema escolhido pela Sociedade Portuguesa de Transplantação (SPT) que há 10 anos celebra este dia, lutando para que esta data se torne numa “celebração nacional”, mantendo, para isso, uma petição e convidando todo os portugueses a darem o seu contributo para a criação do Dia Nacional do Transplante.

É uma forma de homenagear, em primeiro lugar, todos os dadores, os recetores, assim como todos os profissionais envolvidos nesta área”, sublinha Susana Sampaio, presidente da SPT.

Sobre o tema escolhido para esta celebração, entende que há uma relação muito evidente, já que os pioneiros na transplantação necessitaram, de alguma forma, de “possuir arte e engenho para ultrapassar as dificuldades que sentiram, numa época em que esta técnica dava os primeiros passos”.

A arte é uma das melhores formas de o ser humano expressar as suas emoções e sentimentos. E o mundo da transplantação pode ser uma avalanche de emoções, quer para os dadores, para os recetores e mesmo para os profissionais de saúde. No Dia do Transplante pretende-se homenagear todos os intervenientes na transplantação e chamar a atenção para a transplantação através da arte e ao mesmo tempo divulgar algumas das suas expressões”, realça.

Susana Sampaio alerta, ainda, para a necessidade de “procurar ir mais além, dado que o número de dadores falecidos não consegue suprir as necessidades de órgãos para os doentes em lista de espera”. Como uma forma de aumentar a doação é através da doação em vida, considera que são “necessárias campanhas, para sensibilizar potenciais dadores e profissionais de saúde, que poderão ajudar a responder a todas as dúvidas que possam surgir”.

De acordo com os dados divulgados pela SPT, 2017 foi um ano em que o número de transplantes aumentou em relação a anos anteriores, apesar de não atingir os recordes de 2009 e 2010. “Fomos os segundos a nível mundial, com 34 dadores por milhão de habitante”, afirma Susana Sampaio.

As comemorações do Dia do Transplante começam às 10h30, com a receção aos participantes. A sessão solene está marcada para as 11h15, seguindo-se um almoço convívio. À tarde, o programa começa, às 15h00, com a plantação de uma árvore e continua com um passeio pela margem do Rio Mondego.