Etapa solidária da Volta a Portugal em Bicicleta passa amanhã na Lousã

/, Desporto, Região/Etapa solidária da Volta a Portugal em Bicicleta passa amanhã na Lousã

A Volta a Portugal em bicicleta já está na estrada e, até 12 de agosto, promete muita emoção e adrenalina. A 80.ª edição desta prova arrancou anteontem, 1 de agosto, e durante 12 dias vai percorrer o país.

Amanhã (4 de agosto) a Etapa Vida (terceira) vai passar na Lousã entre as 14h30 e as 15h30. O percurso deste terceiro dia de prova vai ligar a Sertã a Oliveira do Hospital, num total de 177,8 quilómetros, e contempla uma Meta Volante junto ao Quartel dos Bombeiros Municipais da Lousã, na Avenida Dr. José Maria Cardoso.

Os espetadores podem assistir à passagem da caravana na Estrada Nacional 236 (entre a Castanheira de Pera e a Lousã), na Avenida Coelho da Gama, na Avenida Dr. José Maria Cardoso (Meta Volante), Rua Dr. José Pinto de Aguiar e Vilarinho, seguindo na Estrada Nacional 342 para Góis.

De acordo com a autarquia da Lousã, esta “etapa solidária”, que vai ter o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na Caravana e Marco Chagas como padrinho, assume-se como “uma homenagem solidária às populações atingidas pelos incêndios do ano passado”.

Profundamente ligada ao território, a Volta a Portugal em Bicicleta é um dos mais importantes veículos de promoção local. Com 90 anos de existência, é também um dos eventos desportivos de referência nacional decidindo a Podium Events, a entidade organizadora, juntar esforços para lembrar as vidas perdidas e as regiões desoladas, mas sobretudo para enaltecer a valentia dos que puseram mãos à obra com o objetivo único de reconstruir a vida.

O movimento de solidariedade tem como objetivo reforçar a promoção dos territórios e ganha um simbolismo extra com o apoio do Presidente da República, que fará o acompanhamento integral da Etapa Vida integrado na caravana.

A quarta etapa, no domingo, vai ligar a Guarda à Covilhã, enquanto a quinta etapa, na segunda feira, vai ligar o Sabugal a Viseu, onde o plantel para, na terça feira, para descansar.

A Volta regressa à estrada no dia 8, com a sexta etapa a ligar Sernancelhe a Boticas. No dia 9 (sétima etapa) os ciclistas vão pedalar de Montalegre a Viana do Castelo; no dia 10 (oitava etapa) de Barcelos a Braga; e no dia 11 (nona etapa) de Felgueiras a Mondim de Basto. A prova termina a 12 de agosto, em Fafe (11.ª etapa).

As bicicletas voltam a reinar, assim, nas estradas portuguesas, num programa que surge sempre com novidades. Este ano começou em Setúbal, o que nunca tinha acontecido, coincidindo o Prólogo com os festejos da emblemática Feira de Santiago, tradição com mais de quatro séculos de história. No percurso há ainda outras estreias e assinala-se o tão aguardado regresso ao Algarve e com etapas totalmente alentejanas. No fim, Fafe onde a Volta é sempre brindada com banhos de multidão abre, pela primeira vez na história, a “Sala de Visitas do Minho” para atribuir os louros da vitória aos novos vencedores da Volta a Portugal em Bicicleta.

De acordo com a organização, a prova foi desenhada de forma a que todos tenham oportunidade de se mostrar consoante as características de cada etapa, com alguns dos dias mais duros na última semana e com as míticas etapas da Senhora da Graça ao sábado e a Estrela ao domingo. O vencedor apenas será revelado no fim dos quase 1.600 quilómetros de competição, que terminam numa intensa luta contra o cronómetro.

Com 21 equipas participantes e um pelotão rejuvenescido que ronda os 150 homens, a 80.ª Volta a Portugal apresenta este ano cinco equipas internacionais do escalão Continental Profissional, o segundo mais importante na hierarquia da União Ciclista Internacional. Os novos regulamentos da Federação Portuguesa de Ciclismo permitem também a inclusão na prova de novas formações portuguesas.

É uma Volta que para além do regresso ao Algarve e ao Alentejo será marcada pelo regresso da Covilhã e da Serra da Estrela, que se junta a Mondim de Basto e Fafe, como os dias mais decisivos”, destaca Joaquim Gomes, diretor da prova.