“Mesa da Bairrada ao Mondego” quer ser uma das maravilhas de Portugal

/, Região/“Mesa da Bairrada ao Mondego” quer ser uma das maravilhas de Portugal

A “Mesa da Bairrada ao Mondego”, que junta os municípios de Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova, quer ser uma das finalistas do concurso “7 Maravilhas à Mesa” e para tal depende da votação dos portugueses, que devem pronunciar-se até domingo, dia de mais uma gala onde serão eleitas mais duas das 14 mesas que irão disputar a grande final, marcada para 16 de setembro, em Albufeira.

Apresentada pela AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, esta candidatura aposta em “sete patrimónios” – Sardinha na Telha (petiscos), Arroz (Carolino do Baixo Mondego) de Lampreia (peixe e mariscos), Leitão à Bairrada (carne e caça), Espumante Branco Bruto Marquês de Marialva Baga Blanc de Noir 2015 (espumantes), Vinho Tinto Marquês de Marialva Baga Reserva 2014 (tintos), Castelo de Montemor-o-Velho (património histórico, cultural e natural) e o Bussaco/Luso (experiências únicas).

A votação decorre até domingo, 5 de agosto, através do número 760 10 70 15 (custo da chamada 0,60 euros + IVA), sendo todos convidados a votar nesta candidatura que reúne o melhor da gastronomia destes seis municípios.

A “Mesa da Bairrada ao Mondego”, que disputa um lugar nas 14 mesas finalistas no concurso “7 Maravilhas à Mesa”, vai estar em prova na gala que vai ser transmitida no domingo, pela RTP1, a partir das 20h00, no Solar do Vinho do Dão, em Viseu, numa emissão conduzida por Catarina Furtado e José Carlos Malato.

Na base da candidatura da AD ELO esteve o propósito de apresentar uma proposta gastronómica e patrimonial, reconhecida localmente e por quem visita a região, que representasse um território tão vasto, diverso e rico como o dos seis municípios que vão do Litoral ao Interior serrano. “Os sete patrimónios a concurso resultam de uma seleção harmoniosa, traduzida numa experiência inesquecível de sabores, tradição e cultura”, realçam os responsáveis por esta candidatura, que conta com o apoio técnico do chef Luís Lavrador e com a parceria dos seis municípios que a compõem, Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, Adega Cooperativa de Cantanhede, Fundação Mata do Bussaco e Alexandre de Almeida Hóteis – Hotel Palace do Bussaco.

Recorde-se que esta será a terceira de sete galas que se vão realizar até 2 de setembro, sendo eleitas duas mesas por gala. A “Mesa das Terras da Chanfana” (que une também quatro municípios da região – Lousã, Miranda do Corvo, Penela e Vila Nova de Poiares) e a “Mesa de Vila Real” foram as duas primeiras finalistas do concurso “7 Maravilhas à Mesa”. Na segunda gala, que decorreu no domingo passado, foram eleitas a “Mesa de Bragança” e a “Mesa de Vila de Frades”.

Neste domingo estão em competição as mesas Bairrada ao Mondego, Lajes do Pico, Mesa de Montalegre, Palmela, Porto Moniz, Tavira e Viseu.

Nestas sete galas, as 49 pré-finalistas lutam por um lugar na final, sendo que em cada gala são apuradas duas finalistas, num total de 14. As “7 Maravilhas à Mesa” vão ser depois eleitas numa finalíssima, marcada para 16 de setembro, em Albufeira.

As “7 Maravilhas à Mesa” são a sétima eleição realizada em Portugal, promovendo os patrimónios que marcam a nossa identidade nacional. Desta vez, este concurso pretende eleger “alguns dos patrimónios mais apreciados pelos portugueses: a gastronomia associada aos vinhos e a roteiros turísticos”. Tal como tem sido habitual, cabe aos portugueses fazerem as suas escolhas.