Anadia quer ser Cidade Europeia do Desporto em 2020

/, Desporto, Região/Anadia quer ser Cidade Europeia do Desporto em 2020

Anadia quer ser Cidade Europeia do Desporto em 2020. A candidatura foi oficializada na semana passada, no dia 31 de julho, no Museu do Vinho da Bairrada, pelo presidente da ACES Portugal, Nuno Santos.

Na presença de representantes de entidades oficiais, embaixadores da candidatura, federações e associações desportivas e outros convidados, Nuno Santos entregou à presidente da Câmara Municipal de Anadia, Maria Teresa Cardoso, a placa que torna oficial a candidatura iniciada em março de 2017, com a submissão de uma carta de intenção.

Após a exibição do vídeo que ilustra o percurso já trilhado pela candidatura, coube a Jorge Sampaio, vereador com o pelouro do Desporto, apresentar o trabalho que Anadia tendo vindo a realizar em matéria de desenvolvimento e de promoção da atividade física e desportiva, destacando a colaboração das associações e federações desportivas, dos atletas, dos treinadores e, ainda, o apoio das entidades da região – CIRA, Turismo Centro de Portugal (TCP) e instituições de ensino, entre outras.

Ir para além de 2020 é o grande objetivo da autarquia, que vê na candidatura uma oportunidade para iniciar “um novo paradigma daquilo que é o desporto municipal” e que passa por uma forte aposta na formação e no apoio aos clubes, ou seja, “um novo modelo de organização do desporto em Anadia”. No final, o vereador descreveu a postura de Anadia nesta corrida como “simples, lutadora, de trabalho, sempre para conquistar e para ganhar”.

Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, destacou, por sua vez, a nova casa que o ciclismo encontrou no concelho de Anadia, enaltecendo as excelentes condições aí proporcionadas ao desporto de alto rendimento. Sublinhou também a importância da candidatura para o trabalho que vem sendo feito em prol da promoção do “Desporto para Todos”, considerando ser importante levar a atividade física e desportiva a toda a população.

Toni, futebolista e treinador, também se juntou à sessão, via Skype, em direto do Kuwait, defendendo que esta candidatura “é para ganhar”. Toni, um dos embaixadores da candidatura Anadia 2020, realçou a sua ligação ao concelho, já que é natural de Mogofores, e elogiou as condições que Anadia oferece para a prática desportiva, a qualidade de vida que proporciona e a hospitalidade tão característica da região.

Para além de Toni, são também embaixadores desta candidatura Aurora Cunha, Nélson Oliveira, Nuno Dias, Sandra Semedo, Ivo Oliveira, Rui Oliveira, Marco Chagas, Joaquim Gomes, João Tomás, Gonçalo Uva, Orlando Simões, João Rolo, Nuno Ferrão, Ana Catarina Neves, João Janeiro, Telmo Pinão, Rui Rodrigues, Simão Neves, Inês Spínola, Armando Marques, Carlos Carvalho, Rafael Santos, Gonçalo Almeida, Rui Cordeiro e Inês Lopes.

Esta candidatura conta, ainda, com o apoio do TCP. Pedro Machado, presidente daquela entidade regional, considerou que se trata de uma bandeira para unir um território.

A autarca, Maria Teresa Cardoso, demonstrou a sua satisfação pela oficialização da candidatura e pelo seu significado: o reconhecimento de que Anadia tem condições para ser Cidade Europeia do Desporto. Lembrando que é o único concelho do centro do país “que se perfila na linha de partida”, afirmou que Anadia irá “correr até à meta com uma candidatura que espelha aquela que tem sido a nossa ação em prol do desporto e da atividade física, ou seja, uma candidatura aglutinante, inclusiva, congregadora de esforços e de vontades, e imbuída de ‘fair play’, ao serviço dos princípios e dos valores que consubstanciam o ‘espírito olímpico’”.

De acordo com Nuno Santos, oito elementos que integram o Comité de Avaliação da ACES Europe estarão em Anadia de 30 de outubro a 2 de novembro próximos. A decisão, a ser tomada em dezembro, será anunciada em janeiro de 2019, em Portimão.