Feira das Cebolas regressa amanhã à Praça do Comércio

/, Coimbra/Feira das Cebolas regressa amanhã à Praça do Comércio

A tradicional Feira das Cebolas volta a animar a Praça do Comércio de 11 a 18 de agosto. Com 33 anos de história, este certame traz algumas das tradições das zonas rurais para a Baixa da cidade, numa mostra que, a par com o comércio das habituais tranças de cebolas, aposta também na gastronomia, na doçaria e na animação musical, num programa que privilegia o folclore e etnografia.

Promovida conjuntamente pela Câmara Municipal de Coimbra e Grupo Folclórico “Os Camponeses de Vila Nova”, a Feira das Cebolas é uma reposição da antiga Feira de S. Bartolomeu, que conta com séculos de história.

Tal como manda a tradição, durante uma semana, de sábado a sábado, os ceboleiros vão espalhar-se pela Praça do Comércio, dispondo as tradicionais tranças de cebolas, entrançadas como se de uma obra de arte se tratasse, mantendo assim viva uma tradição que continua tão usual nas zonas rurais.

A par com esta mostra, decorre um atrativo programa de animação, onde não falta a gastronomia e a doçaria tradicionais, que tanto seduzem a população como os muitos turistas que visitam a cidade por esta altura. Nas tasquinhas não faltam, portanto, os sabores e os petiscos regionais, que podem ser saboreados ao som da música tradicional. Sardinhas fritas, chouriço caseiro, bolos de bacalhau e o famoso caldo verde, tudo “regado” com vinho do lavrador, são algumas das sugestões. Na doçaria, não vão faltar o bolo de festa, as escarpiadas, o arroz doce “à avó Ana” e, também, a jeropiga.

Pelo recinto vai encontrar-se ainda algum artesanato, transformando assim a Feira das Cebolas numa mostra diversificada, com atrações para todos os públicos e que, como destaca a autarquia, “fomenta a partilha de tradições entre turistas e conimbricenses”.

A abertura oficial da feira decorre amanhã, às 22h00, com uma sessão que conta com a participação de entidades oficiais convidadas, seguindo-se a animação com os ranchos folclóricos de Vilarinho das Quartas, Ceifeiras e Campinos de Azambuja e São Pedro de Rates.

A animação segue até ao sábado seguinte, com a atuação de vários grupos folclóricos e etnográficos. De destacar também uma noite de concertinas, com a atuação do grupo “Foles e Cantorias de Santa Clara” (na terça feira), a atuação do Grupo de Cordas Castiças do Centro Cultural Desportivo e Social de S. Frutuoso (quinta feira) e uma noite de fados, com o fadista Alcides Matias (no dia 17).

Recorde-se que a Feira das Cebolas realiza-se desde 1986 na Praça do Comércio, mas a festa que lhe deu origem, a Feira de S. Bartolomeu, remete a 1377, data em que D. Fernando outorgou à cidade de Coimbra a execução de uma feira franca, de 15 de setembro a 15 de agosto.

Ao longo dos séculos foi decorrendo em vários palcos, tendo como grande finalidade o escoamento das cebolas que eram produzidas em grandes quantidades nos campos de Sernache dos Alhos, hoje Cernache. Os camponeses instalavam-se, pernoitavam no local e vendiam as suas cebolas. A estes agricultores era habitual juntarem-se outros comerciantes, que traziam artigos diversos, como a louça de barro, os brinquedos tradicionais, utilidades domésticas e outros produtos agrícolas.

A Feira das Cebolas conta com os apoios da Junta de Freguesia de Cernache, União de Freguesias de Coimbra, Federação do Folclore Português, Associação de Folclore e Etnografia da Região do Mondego e Turismo Centro de Portugal.