100 Anos do Despertar

/100 Anos do Despertar

Convívio junta amanhã antigos alunos da Escola dos Olivais

Os antigos alunos da Escola Primária dos Olivais vão voltar a reunir-se já amanhã, 3 de junho, num encontro onde todos são convidados a reviver momentos e memórias dos tempos da infância. Realizado há 19 anos, este convívio começa, às 11h00, com a concentração na escola, seguida de visita às instalações e da habitual fotografia de grupo. O almoço de celebração realiza-se no Restaurante Santo António, no Largo Padre Estrela Ferraz,

“O Despertar” também homenageado pelo PR

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, homenageou, na terça feira, Dia da Liberdade, os 31 jornais centenários portugueses, onde se incluia “O Despertar”, o mais novo deste grupo. Nesta cerimónia, que decorreu em Belém, o chefe de Estado condecorou a Associação Portuguesa de Imprensa com o título de membro honorário da Ordem do Mérito e, perante os representantes dos 31 órgãos de comunicação social centenários,

Centenário: Livro e exposição sobre “O Despertar” no Dia da Cidade

As celebrações do centenário de “O Despertar” vão continuar até ao final do ano. Depois da edição comemorativa (2 de março), do almoço dos Colaboradores (5 de março) e do jantar tertúlia (21 de abril), seguir-se-á o lançamento de um livro sobre a história do mais antigo jornal de Coimbra, numa edição patrocinada pela Câmara Municipal e que, segundo anunciou o presidente Manuel Machado, deverá ser apresentado a 4 de julho, Dia da Cidade de

Amigos evocam Fausto Correia no centenário de “O Despertar”

Saudade, emoção, alguma nostalgia mas também muitos sorrisos e risos marcaram a tertúlia que recordou, na passada sexta feira (21 de abril), Fausto Correia. Promovida pelo “O Despertar” no âmbito das celebrações do seu centenário – a decorrerem até final do ano –, esta homenagem juntou mais de 60 amigos, de vários quadrantes políticos, convidando todos a partilhar memórias e histórias do homem que, quase dez anos após a sua morte, continua a ser recordado

Centenário de “O Despertar”: António Vieira Cura revisita história da Imprensa Regional

A Imprensa Regional esteve também em destaque no jantar tertúlia de “O Despertar” (21 de abril), não fosse este um jornal regional e o mais antigo de Coimbra, cujas celebrações do centenário estão a decorrer desde o passado dia 2 de março, estando previstas iniciativas até ao final do ano. O programa deste evento começou precisamente com um revisitar da história da Imprensa Regional, tema que foi apresentado pelo professor António

“O Despertar” promove hoje jantar tertúlia

No âmbito das comemorações do centenário de “O Despertar” realiza-se hoje (21 de abril), a partir das 19h00, no restaurante Gustav, na Quinta S. Jerónimo, em Coimbra, um jantar tertúlia que terá uma componente mais académica e uma outra evocativa da figura de Fausto Correia, cuja memória se pretende homenagear. Na primeira parte, elaborada em colaboração com o Instituto Jurídico da Comunicação Social da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, é apresentado o tema “História da Imprensa Regional e os

EMPENHADO NO COMBATE POR UMA COIMBRA MELHOR

Como temos afirmado reiteradamente, a imprensa regional, dadas as suas importantes características, tem desempenhado um papel do maior relevo aos mais diversos níveis para o desenvolvimento do país e da região e, ainda de uma forma muito especial, junto das comunidades lusíadas espalhadas pelo mundo. Também como temos praticado, respeitamos a sua isenção jornalística que é de interesse público. Abordando, normalmente, problemas muito localizados, permite, por isso mesmo, uma compreensão

A “Despertar” há 100 anos

No ano em que Associação Portuguesa de Imprensa definiu como o Ano Português da Imprensa, iniciaremos as comemorações com o ano dos Jornais Centenários Portugueses, mais de 30 publicações, de norte a sul do País e das ilhas, que se editam ininterruptamente há 100 ou mais anos. É também em 2017, no mês de março, que “O Despertar” comemora 100 anos de existência, juntando-se assim de modo muito especial a esta

Cem anos de “O Despertar”

O Jornal Despertar comemora hoje 100 anos em que, ininterruptamente, serve a informação e os cidadãos. Foi-me pedido que num pequeno artigo traçasse uma narrativa que pudesse servir para, com base na história da saúde de Coimbra, se fizessem referências na saúde a alguns dos marcos mais importantes destes últimos 100 anos.

A Despertar a bela adormecida

Sou um leitor compulsivo que não prescinde da leitura de jornais. A realidade da comunicação social fascina-me. Colaborei, antes de 25 de Abril numa tentativa de criação de um espaço noticioso e, já em democracia criei um jornal, uma rádio “pirata” e na Assembleia da República apresentei o primeiro projeto de lei (com Dinis Alves) para a abertura do país às rádios locais.