Coimbra

/Coimbra

Colégio da Trindade dá lugar à Casa da Jurisprudência

A Casa da Jurisprudência, no renascido Colégio da Trindade da Universidade de Coimbra (UC), foi anteontem (25 de outubro) inaugurada, numa cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro, António Costa. Datado do século XVI, o antigo Colégio da Trindade, situado entre o Paço das Escolas da UC e a Couraça de Lisboa, na zona classificada pela UNESCO como Património da Humanidade, apresenta-se agora como um centro de ensino e

CIM Região de Coimbra propõe 32 medidas para apoiar vítimas dos incêndios

O Conselho Intermunicipal da CIM Região de Coimbra (RC) aprovou, na terça feira, por unanimidade, uma tomada de posição composta por 32 medidas de apoio às vítimas dos incêndios que devastaram a região a 15 e 16 de outubro, medidas que quer apresentar ao Primeiro-Ministro e dar também conhecimento ao Presidente da República e ao presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses. Face à calamidade pública causada

EDP Distribuição: Operacionais de todo país envolvidos na recuperação da rede elétrica

A EDP Distribuição considera que a recuperação da rede elétrica, após os trágicos incêndios de 15 e 16 de outubro, foi “feita num tempo recorde”, graças a “uma operação de grande monta” que reuniu, nesta vasta região “equipamentos e operacionais de todo o país”. O presidente do Conselho de Administração da empresa elétrica, João Torres, reuniu, na quarta feira, com as equipas da Guarda, Viseu e Coimbra onde quis, precisamente, dar conta da dedicação de

Dança Moderna junta mais de 100 dançarinos em Coimbra

Mais de 100 dançarinos vão trazer, amanhã (28 de outubro), a partir das 21h00, ao palco do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), toda a criatividade, diversidade e originalidade da dança moderna. Seis grupos, oriundos de vários pontos do país, participam no XII Festival Nacional de Dança Moderna, evento promovido pela Associação Cultural e Recreativa de Coimbra (ACRC) e pelo seu Grupo de Dança “The Season Flowers”.

António Arnaut lança amanhã novo livro de poesia

O mais recente livro de poesia de António Arnaut vai ser lançado amanhã (28 de outubro), às 16h00, na Sala Polivalente da Casa Municipal da Cultura de Coimbra. Intitulada “Um homem que partiu do seu regresso (e outros poemas)”, esta obra vai ser apresentada por António Pedro Pita, filósofo e professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Natural da Freguesia de Cumieira, no concelho

Coimbra: Artesanato regressa amanhã ao Café Santa Cruz

O Café Santa Cruz, situado na Praça 8 de Maio, na Baixa de Coimbra, recebe amanhã (28 de outubro) mais uma edição do Mercado no Café. Vários criadores vão apresentar ao público grande diversidade de produtos artesanais, neste evento que nasceu com o objetivo de aliar este espaço histórico “à modernidade do artesanato e ao de que mais original se faz a nível nacional”. Esta é apenas

Peditório Nacional da LPCC começa quarta feira em todo o país

O habitual Peditório Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai decorrer em todo o país de quarta feira a domingo (1 a 5 de novembro). Milhares de voluntários vão estar na rua, de norte e sul, devidamente identificados com o colete da instituição e com os cofres lacrados, individualizados e com o símbolo da LPCC. Esta ação solidária, que tem como objetivo angariar receitas que

“O Despertar” promove almoço solidário na Casa dos Pobres

Tal como já anunciámos, “O Despertar” vai encerrar as comemorações do seu centenário com um Almoço Solidário, a realizar a 18 de novembro ou 2 de dezembro (data que será confirmada brevemente), na Casa dos Pobres de Coimbra. Este evento é aberto a todos os que se queiram associar. Assim, quem quiser participar pode proceder já à respectiva inscrição, pessoalmente nas nossas instalações (na Rua Adriano Lucas, 216 – Armazém D

20 novas empresas vão ajudar a rejuvenescer a Baixa de Coimbra

Vinte novas empresas vão ser criadas na Baixa de Coimbra até outubro de 2018 no âmbito do projeto “As Indústrias culturais e criativas como alavanca do território”, aprovado pelo Portugal 2020. Considerado como “estruturante” para o centro histórico, deverá contribuir para o seu rejuvenescimento e para a diversificação da oferta, tendo sempre como intuito principal dinamizar e atrair mais visitantes a esta área da cidade. Inovar é o grande desafio que