OPINIÃO

/OPINIÃO

NUVENS ESCURAS PELO MUNDO

Andam nuvens escuras por cima de todos nós e refiro-me, em concreto, às experiências alarves e aos mísseis lançados pela Coreia do Norte, às respostas de Trump, aos exercícios da NATO, à fuga do povo Rohingya que procura evitar a violência, mas continua a ser perseguido na antiga Birmânia (agora denominada Myanmar). Os outros conflitos não são males menores; enumerá-los será fastidioso, mas não podem ser descartados de uma situação geral potencialmente bélica a qual,

…com sapatos de turista (2.ª parte)

O texto desta semana é a continuação do meu último texto. Para relembrar os meus muito queridos leitores… passaram quatro dias de férias nos quais estive nos seguintes lugares: Porto, Piodão, Peso da Régua, Lamego, Figueira da Foz, Luso, Mealhada e Bussaco. No quinto dia de férias despedia-me da Figueira da Foz. A manhã foi aproveitada para

Nota de rodapé

SONDAGENS 1) As sondagens nunca ganharam eleições. Mas podem influenciar. 2) Um universo de 70% não deseja que Manuel Machado continue como presidente da CMC. 3) Os independentes vieram para fazer estragos. À esquerda e à direita. 4) A confirmar-se existe o perigo de ingovernabilidade. 5) Geringonças à vista…

Crónica de férias

Esta de ouropel, despida de humanidade, envernizada, oleada, despersonalizada, fingida, nada diz ao homem de carne e osso, do que agarra a enxada para cultivar o pedaço do seu chão, de construir um mundo melhor com o seu engenho. Eu estou fora do círculo de coordenadas que procuram envolver, asfixiar, cortar a respiração do ser que sente, vive, raciocina, que deseja tornar mais belo o nosso quotidiano pela arte, pintura, escultura,

O equilíbrio como objetivo

O mundo físico não mais evoluirá sem o auxílio flagrante do Mundo Espiritual. Eis o grande ensinamento que as nações aprenderão no transcurso do terceiro milénio. O sentido lato de cidadania O amadurecimento crescente de um povo, que está descobrindo os seus direitos de cidadão, ainda que tardiamente, porquanto mais de dois séculos após a Revolução Francesa, o fará finalmente concluir que nenhum

QUE BOM ERAM AS GRANDES… FÉRIAS GRANDES

Volto a um assunto que não é pacífico, talvez contrarie alguns pais, mas creio que seria útil pois permitiria alargar o período de veraneio de portugueses e de quem cá vem fazer turismo. Estou a sugerir que as Aulas tivessem o seu início a 20 de setembro. Há algumas décadas as aulas, de um modo geral, acabavam a 10 de junho e eram retomadas a 1 ou 5 de outubro. Um exagero? Concordo. Este Calendário

Nas margens do Ceira

Ao conturbado período dos incêndios outra chama está ateada e se alastra por todo o País. Refiro-me, com é óbvio, às eleições autárquicas que se avizinham. Falar deste assunto é falar de iguais épocas anteriores. E eu recordo a minha passagem pela Junta de Freguesia de Ceira. Foi em 1998/2001. Nos oito anos anteriores integrei uma das então existentes comissões de apoio ao executivo e para o

Nota de rodapé

O Aeroporto Internacional de Coimbra Não há limite para as promessas eleitorais. Vale tudo, com primeiro ministro a assistir. Em teoria terá a designação de Aeroporto Internacional Bissaya-Barreto? Senhores candidatos, desçam à terra. A cidade e suas freguesias estão sujas, sem acessibilidades, há fome e graves problemas sociais a resolver. Coimbra motivo de chacota nacional amplamente difundida nas redes sociais. O Paulo Futre já está a esfregar as mãos de contentamento com os

Relações

As relações não são necessariamente falhadas, nós é que as falhamos. E depois os outros têm inveja do amor. (…) Não são nada solidários connosco quando somos felizes. As pessoas têm imensa inveja da felicidade dos outros”. António Lobo Antunes Jesus Cristo tinha poucos amigos e muitos admiradores. Admiradores tão invejosos, que

Testemunhos. Duas Mulheres: Adélia Pedrosa e Madalena Martins

Há mulheres e homens que me tocam e enlaçam por dentro para sempre. Às vezes não os conheço, mas basta-me a sua biografia, e o trabalho duro e honesto desenvolvido, para os ter como padrões de vida. São estas pessoas que me têm ajudado a viver e a ser quem sou. Não, de todo, os pseudo intelectuais de «meia tigela», os elitistas tacanhos, os protegidos de políticos e altas personalidades, feitos à medida para