OPINIÃO

/OPINIÃO

Mais um grande artista que parte

João Baptista, o brilhante articulista (e cronista), homem que preza a amizade e a verdade social fez neste jornal uma soberba biografia do talentoso artista Vasco Berardo, desde a infância até à sua despedida desta vida cheia de desenganos e de frustrados sonhos. Uma biografia terna onde perpassa um mundo para tantos desconhecidos. Fiquei a conhecer melhor o Vasco Berardo de quem fui um fã fervoroso e a ele ligado muitos

“Ele canta lindo”

A paixão pela música levou-me há dias (de novo) a Barcelona… Esta menina vai mais a Barcelona do que a Podentes”, pensam os meus muito queridos leitores… Um dos meus amigos de vida ofereceu-me, no início do ano, um bilhete para assistir a um concerto de Joaquin Sabina, e por isso lá fui eu (de

Na casa de João José Cochofel

A definição de escritor vai muito além do que se apresenta como sendo um autor de obras literárias ou científicas. Cada escritor tem a sua própria definição, aplicando-a à sua própria atividade, em relação ao estilo e à origem dos seus textos e à maneira como se apresenta no mundo das letras. Realçado por muitos autores, refere-se que o escritor é um peregrino. Na verdade, assim se apresenta o artista das letras, que busca na

Testemunhos: Às vezes procuramos longe o que se encontra perto

Num mundo globalizado, em que chega o conhecimento de todos os lugares repentinamente e o avião permite aceder a todo o lado, a relevância de cada lugar faz-se pelo modo como é distinto dos outros. Isto tem vantagens mas, como tudo, também os seus inconvenientes. Às vezes procuramos longe o que se encontra perto. A beleza natural, o silêncio recuperador, e um património, com uma história rica, que se julga

Testemunhos: António, estás a cair no esquecimento?

Trago hoje o nome António à liça, apenas pelo facto de ter a convicção formada de que está em desuso. Sinto nostalgia, fundamentalmente, quando é substituído por outros, fruto de preconceito, vaidade ou influência de outras esferas culturais que pouco têm a ver com a história social e cultural portuguesa. António, «talvez o nome mais popular da antroponímia portuguesa, permanece de

A magia da poesia

Os livros do poeta Paulo Ilharco, assaz diferentes que se fazem rodear de uma segurança professoral no trato do verso e duma ortodoxia conceitual, tem neste último livro a elasticidade intelectual e a profundidade dos primeiros livros. O poeta usa a metáfora e uma linguagem acentuadamente profunda e extensa como usasse a tese aristotélica ou o pensador filosófico onde, amiúde, surge o corpo e o espírito do verso numa paisagem platónica

À descoberta de quem somos

Está a ler este texto. Para isso teve que realizar um conjunto de movimentos (desde os oculares aos do braço, mão e dedo que clicou no botão do rato, entre outros) que de certa forma lhe parecem agora que foram automáticos, feitos de forma inconsciente. Ou seja, não teve que pensar conscientemente nos vários movimentos que teve de fazer para poder estar agora a ler este texto. Também a compreensão do que está a ler

Emoções, a cor da alma

Cursei Medicina Tradicional Chinesa, na Escola de Pedro Choy. Foi interessante, trabalhoso e caro, mas não me arrependo. Entre muitas noções que observei, aprendi, ficaram alguns conceitos básicos, em que se fundamenta a Acupuntura. A sua existência move-se entre duas forças opostas. Complementares, ditas Yin e Yang. Entre os diferentes componentes do corpo humano, existe o QI= Energia, circulando em canais, os meridianos. O acupuntor tenta estabelecer o equilíbrio entre o

Vencendo as diferenças

O dia 25 de junho marca a adoção pela ONU (Organização das Nações Unidas) da Declaração e Programa de Ação de Viena (1993). Consta lá, entre seus 100 tópicos, que “a Conferência Mundial sobre Direitos Humanos considera a educação, o treinamento e a informação pública na área dos direitos humanos elementos essenciais para promover e estabelecer relações estáveis e harmoniosas entre

SERENATAS DO MONDEGO… NA FIGUEIRA

Foi apresentado ontem de manhã o ciclo SERENATAS DO MONDEGO a promover pela FILARMÓNICA DEZ DE AGOSTO da vizinha Figueira da Foz. Esta iniciativa vai alta. Nos anos anteriores foi marcada pelo êxito. O sucesso está (podemos ousar dizer) amplamente garantido para este verão de 2017. Em locais emblemáticos da baixa figueirense (Praça Nova, Praça Velha e Mercado Municipal) vai decorrer um conjunto de sessões dedicadas ao FADO e CANÇÃO DE COIMBRA e também ao