OPINIÃO

/OPINIÃO

Páre! Escute! Olhe!

Por pouco, não fiquei esmagada por ele. Já sofri, por causa dele, estragos de vária ordem. Ataca sorrateiramente, sem pedir licença, mas a culpa é nossa… Não escolhe idades. Já no ventre materno, faz as suas investidas, que se perpetuam e saem muito caras. Provoca adições intermináveis. Fumo. Bebida. Sexo. Trabalho. Compras. Fala. Fala sem sentido, empurrado pelo nada. Obriga a comer desalmadamente ou então deixa-se mesmo

A linguagem é o espelho do homem

A linguagem escorreita, limpa, embora possa traduzir sempre juízos relativos e até absolutos, é uma espécie de íntimo prazer pessoal na seu cultivo ou como o seu intérprete fosse um artista na ficção do saber, ora na escrita, ora na composição de um verso, ora na palavra entre uma palestra, no diálogo, como a vida fosse pela linguagem sentimentos virgens, puros, e onde o uso vulgar do calão, da insinuação maldosa, aviltante, não fosse uma

Um Século de Fé

As próximas palavras dilatam-se numa evocação a um dos fenómenos mais extraordinários do culto mariano. Frases sobre o ponto de vista religioso ou simplesmente social, que o respeito pela crença deve saber ler, não querendo interferir em qualquer opinião particular. Já passou um século desde aquele ano de 1917 em que três pastorinhos, crianças humildes e inocentes, contam ter visto sobre uma pequena azinheira uma senhora vinda do Céu. Ali

Pintura de Mário Manaia na Mutualidade

Este artista toma uma posição inédita no material usado numa salutar auto crítica como resolve a forma da tela num jogo de expressão formal no óleo mas sobretudo na aguarela ou grafite no domínio perfeito de um cromatismo que racionaliza a imagem que não olvida a consciência técnica. É um artista que procura e explicita a fenomenologia da arte na sua vocação e no exemplo estrutural seguro numa pintura perfeitamente ordenada

Mais e melhor ciência na escola

Vivemos numa sociedade em que a aplicação do conhecimento científico é uma constante no nosso dia-a-dia. Imersos em ciência, mesmo que disso não nos apercebamos, é importante conhecê-la. Ter uma cultura geral científica é importante para sermos melhores cidadãos, para podermos ter a nossa própria opinião crítica, para podermos ser livres em democracia. Para além disso, perceber o que é a ciência e como ela funciona, ajuda-nos a compreender melhor o mundo em

Eu e o meu coração

Meu coração é agora uma janela em cujo peitoril me detenho, uma fenda na parede onde meus olhos se prendem, tentando não alterar o que se vê, mas aquilo que a intuição lhe confia. Então, debruçamo-nos sobre o conteúdo que faz doer, a azáfama que faz pensar e até sobre o sentimento que faz sorrir e amar. Um triplo sentir que o sonho a medo embala, que

Altruísmo – uma revolução

Peço licença para compartilhar com os distintos leitores algumas linhas inspiradas no esforço de Boa Vontade. De meu ensaio literário Sociologia do Universo, consoante nossa crença no valor do altruísmo, ressalto que não é por acreditarmos nele, inclusive na área dos negócios, que devamos ser considerados tolos. Temos consciência plena dos estorvos, até

BRIOSOS DA BRIOSA… ATÉ OS COMEMOS

A equipa principal/profissional da Académica/OAF joga neste sábado de manhã (11h15 horas) no Estádio Cidade de Coimbra com o Vitória de Guimarães B. É um jogo da Segunda Liga do futebol português. Quando se pensou que a BRIOSA ia disputar o campeonato da Segunda Liga para tentar regressar ao campeonato principal (Primeira Liga) estávamos longe de supor que a poucas jornadas do fim poderia pairar como paira, mas remoto, o espetro de ir a uma

De vez em vez

Várias autoridades no ministério do Direito têm insistido na unidade e na diversidade do mesmo como ciência de toda a civilização ou linguagem universal que possa facilitar a vida entre os povos: terras, aldeias, vilas, cidades, a urbe toda. Enquanto os gregos antigos procuravam conceitos universais com a sua sabedoria tão bem consubstanciada na peculiar filosofia, a ciência moderna procura leis comuns com o Direito escorreito, sendo as ideias formas gerais

Eu tenho três amores…

(Este texto foi escrito com a cabeça no ar… no avião que no dia 22 de abril me levou de Lisboa para Barcelona). Tenho consciência que o título do texto desta semana “assusta” os meus muito queridos leitores mas, a verdade é que tenho muito mais do que (apenas) três amores… Hoje escrevo sobre as minhas três cidades: Coimbra (cidade berço),